Textos

Dor e tristeza

Aos cinquenta muitos motivos podem causar dor e tristeza.

Empresa ao qual trabalhou por mais de 20 anos falida ou em recuperação judicial, saúde comprometida com um câncer ou AVC, separação, relacionamento complicado com filhos, demissão, depressão, perda de familiares, etc.

Se o cinquentão agir como um “robot” ou um “zumbi”, de não enxergar este momento e reconhecer a tristeza, pedir ajuda de quem ama e absorver o golpe, pode ser mais caro depois.

Temos que deixar o sentimento aflorar e ficar alerta a suas consequências. Não se desesperar e pensar que daqui ha 10 anos alguns destes problemas não serão importantes...

A analogia do boxeador, que ao receber o golpe, espera até a nona contagem, é o mais prudente. Cai e espera a contagem... não levante rápido demais, pois em seguida o golpe pode ser derradeiro. Espera, absorve o golpe e levanta devagar mas com consistência, com energia e com força.

Somente sentindo profundamente a dor é que ela passará com o tempo e novas alegrias virão, novas oportunidades serão desvendadas e novos caminhos de superação se seguirão.

Falar, pensar, meditar, respirar profundamente, caminhar, se exercitar ajuda muito.

Amar e servir ajuda mais ainda. Se se sentir triste e com dor, procure ajudar alguém.

Doar sangue sem saber para quem irá ajudar.

Dar suas roupas usadas.

“Emprestar” um dinheiro a quem precise, sem pensar em receber de volta.

Ser simpático com um desconhecido, parar o carro para o pedestre atravessar a rua...

Enfim, fazer o bem e servir é um bom início para superar a dor.


Tony
10/07/2017