artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

Literatura

O Sabor das Palavras
Celso Sisto


BRANDÃO, Ignácio de Loyola. O menino que vendia palavras.  Ilustrações de Mariana Newlands. Rio de Janeiro, Objetiva, 2007.  63 pp.

 

 

Ah, como é bom provar palavras! Conhecidas e desconhecidas! Grandes e pequenas. Fortes e levíssimas (quase voadoras)! Graves e agudas. Cheias de consoantes e fartas de vogais... E sabe que gosto tudo isso tem? O gosto da descoberta! Do treino da imaginação! Do apelo do mistério! Do domínio do segredo! Do desafio da memória!

O pai do menino sabia o significado de muitas palavras, sem precisar olhar em livro nenhum! Funcionava assim: os outros meninos escolhiam uma palavra, e no dia seguinte o menino trazia o significado dado pelo pai. Um dia foram à casa do menino, comprovar se o pai não usava mesmo livro nenhum. Ficaram surpresos com aquele homem que respondia tudo de primeira. Ele dizia que a leitura lhe ajudava a entender o significado das palavras. Mas o filho abusa e começa a cobrar dos colegas para perguntar ao pai o significado das palavras que eles queriam saber. Quando o pai descobre que seu filho vende as palavras para os colegas, a história muda de rumo!

O menino é quem conta tudo. E a história se passa num outro tempo. Numa infância de antigamente, no tempo da bala Toffee, da enciclopédia Jackson, das coleções de tampinhas, rolimãs, figurinhas.

O livro faz uma declaração de amor aos livros: livros grossos, de Monteiro Lobato, de contos de fadas. Tudo o que efetivamente contribui para a formação do leitor: gente que gosta de ler por perto, livros à vontade, desafios crescentes. Parece uma confissão, mas não deixa de criticar o mundo da infância - muitas vezes só “nãos”, surras e castigos.

Outros atrativos do livro são: letra grande, linhas largas, muito espaço na página. As ilustrações exploram o preto, o branco, o vermelho. Parecem antigas, tiradas de almanaques, misturadas com fotografias, retrabalhadas no computador.

Ignácio de Loyola Brandão é bem conhecido por seus livros para adultos. É autor premiado (mais de 30 livros), respeitado, porta-voz de temas complicados. E escreve para o leitor criança com muita propriedade. Esse livro conquistou vários prêmios, inclusive o Prêmio Jabuti de Livro do Ano, na categoria Ficção, em 2008.

Vida longa ao livro e à boa literatura!
 


10/10/2010

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "441105" no campo ao lado.
 
  

 

  Celso Sisto

Celso Sisto é escritor, ilustrador, contador de histórias do grupo Morandubetá (RJ), ator, arte-educador, especialista em literatura infantil e juvenil, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestre em Literatura Brasileira, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Doutor em Teoria da Literatura, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e crítico literário de várias colunas dedicadas à literatura infantil e juvenil, na mídia impressa e on line.

csisto@hotmail.com
www.celsosisto.com/
twitter.com/celsosisto


Colunas de Celso Sisto:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural