artistasgauchos












Desenvolvido por:
msmidia

Lucas de Melo Bonez
Produtos na loja
Lucas de Melo Bonez

 seja um seguidor desse artista

Lucas de Melo Bonez é professor, diretor de teatro e escritor. Atua em escolas da rede privada de ensino de Porto Alegre. Dirige a Alma Ópera Rock, o maior grupo de teatro estudantil com temática heavy metal do sul do país. Já lançou diversos e-books, além de cinco obras impressas, entre as quais "O fim de Alice" (2.ed., Metamorfose, 2016) e "Antes da última queda" (Metamorfose, 2017).


Endereço Rua Prof. Dra. Hebe Tourinho, 43
Cidade Porto Alegre
Telefone(s) 51-982266637
Celular 51-991237699
E-mail lucasbonez@hotmail.com
Site www.lucasbonez.com.br


Produtos na Loja AG (6)

Destaques

 

A presença de Lucas de Melo Bonez no portal é um oferecimento de:



 Cadastre-se como seguidor desse artista

Prestigie seu artista favorito.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF: /
 
  


Seguidores desse artista (18)

Mural

O livro "Dia de Prova" despertou em mim os mais diversos sentimentos. Uma leitura leve e tranquila, que me fez rir, pensar, refletir e até chorar. Relatos diários que me trouxeram uma nostalgia de momentos na escola, inclusive nas aulas do próprio sor Lucas, e que me fazem refletir sobre o tempo e a saudade. É um prazer imensurável poder ter sido aluna de um profissional e também amigo tão incrível que é o sor Lucas!
Ana Carolina Leite, Porto Alegre, RS 12/10/2020 - 19:157914
Nas crônicas após a partida do teu pai, percebi o respeito e a delicadeza da escrita. Admiro muito teu trabalho, prof.
Ana Molina, Porto Alegre -Rs 16/08/2020 - 22:197823
Dos muitos elogios que eu poderia dedicar à obra do meu querido professor, o que mais ficou evidente em minha leitura foi como as páginas viravam rápido. O "Fim de Alice" atendeu a todas minhas expectativas em relação à maestria com as palavras que eu já sabia que o autor possuía. Foi uma leitura rápida, feita com muito prazer e ansiedade, tive de me conter em vários momentos para "não dar uma espiadinha na última página". Querida Alice será sempre lembrada.
Bianca Campos, Porto Alegre 29/11/2019 - 20:387336
O livro "Os lados do sonho", além de ser uma leitura extremamente confortável, traz novas perspectivas sobre um tema tão corriqueiro: os sonhos. Abrangendo diversas formas em que um sonho pode se manifestar, percebo que o livro contém, também, a maneira como esses desejos se comportam nas mais inusitadas situações que a vida cotidiana pode nos apresentar.
Assim, apenas trago minhas congratulações pelo esplêndida obra.
Martin Homrich, Porto Alegre/RS 26/11/2019 - 15:097328
Oi professor! Vi que você tem um site e decidi te mandar uma mensagem. Ainda não li nenhum livro seu, mas não duvido que eles sejam bons! Vou ver se leio um alguma hora.

Abraço!
Vítor Frizzo, Porto Alegre/RS 20/06/2019 - 00:306963
"Os lados do sonho" não é o primeiro livro que li do Lucas, mas trouxe tanto encantamento quanto os outros. As narrativas curtas variam de leves para pesadas, da mesma forma que nossos sonhos. São profundas, repletas de diferentes possibilidades de significados, com histórias envolventes, surpreendentes e emocionantes. Quantos lados um sonho possui? Todos aqueles que nós conseguimos ver! Quantos "lados" os contos do Lucas tem? Quantas interpretações podemos fazer? Quantos tipos de pessoas e quantas histórias existem, por aí? É disso que o livro fala, são essas as reflexões que cada história instiga no leitor! Adorei, devorei! E que venham os próximos!
Gabrielle Calegari, Guaíba 22/11/2018 - 20:516756
O fim de Alice, do escritor gaúcho Lucas de Melo Bonez, é uma bela narrativa, recheada de incríveis caminhos e fantástico desfecho. Nessa magnífica obra, o autor apresenta uma escrita de excepcional qualidade, narrando esse ótimo enredo com absoluta precisão na escolha das palavras, razão por que a leitura flui ágil. O leitor caminha sem cansar ao lado de Ícaro e Alice, personagens centrais. O trajeto de leitura é delicioso e oportuniza conhecer possibilidades de encontros e desencontros que a vida é capaz de oferecer. O próprio autor faz um alerta no prefácio da segunda edição: “Nossa existência enche-se de graça quando podemos mostrar ao outro quem somos...”. Ícaro e Alice têm suas histórias de vida contadas com alternância de parágrafos. Um trecho falando dele, outro que segue falando dela, duas vozes em terceira pessoa narrando concomitantemente essas duas vivências aparentemente incomunicáveis. O final é mágico e consagra o autor, porque Lucas consegue, com técnica e criatividade, convencer o leitor a participar da obra como elemento essencial para a convergência dessas duas histórias, que nele, no leitor, ganham unidade.
Alexandre Ottmann, Porto Alegre/RS 06/10/2018 - 13:546696
Mestre Lucas, sou principiante na arte de ler poesias. Ainda não li todo livro, fui escolhendo por titulos que tivessem alguma identificação comigo. Em títulos como "Castelo de Areia", "Caixa de Desejos" e "Peixe", senti-me dentro deles. Foi uma experiência, uma sensação que nunca tinha sentido ao ler. No título "Preso", não sei, acho que não estou enganada, mas senti um fundo espiritual muito forte, tocou-me muito. Esses sonetos que li são de uma profundidade intensa, mas ao mesmo tempo de uma delicadeza imensa.
Sandra Regina Costa, Viamão/RS 24/01/2018 - 23:056534
O universo da leitura me encanta, comecei faz pouco a vivenciar o prazer de ler. Entendo que como leitora tenho o direito de me apropriar das palavras do escritor. Assim professor peço licença para carregar no meu coração partes do seu poema "De rímel e salto" do recente livro Antes da última queda. "Eu sou força entre os problemas daqui.Eu sou alma que foge do conceito. De que a vida é puramente defeito".Estou adorando a leitura.
Sandra Souza, GRAVATAI/RS 03/08/2017 - 15:096443
Cada nova produção do Lucas me deixa mais entusiasmada e, de certa forma, cética. Entusiasmada pelo talento e naturalidade com que ele conduz qualquer espécie de texto. Cética pelo fato de questionar se será mesmo possível que realmente venha algo ainda melhor. Sim, hoje vejo que é possível. Talvez este último livro dele "Antes da última queda" tenha superado o consagrado "O fim de Alice". Ou talvez estejam no mesmo patamar e eu, idólatra da poesia, sofra do insuperável mal de sempre achar que o livro que estou lendo é o melhor.
Por um lado ou pelo outro, a união da poesia contemporânea com traços inegáveis da clássica trazem a marca deste escritor que se desapega de rótulos. Vai e escreve. Vai e encanta. Vai e dá o melhor de si. E quando acha que o melhor de si já foi dado, vai e escreve "Antes da última queda".
Mas, claro, não se esquece de brindar seus gratos leitores com "uma passagem pelas sombras", que, a meu ver, é o ponto alto da obra.
Obrigada, Lucas, por compartilhar com seus leitores um pouco do seu talento e muito da sua alma.
Natália Sartor de Moraes, Curitibanos 01/08/2017 - 16:186442
Prezado escritor... não tenho palavras para descrever o impacto de sua obra em mim. Ela respondia aos meus anseios e também me fazia olhar para frente, rumo a coisas que eu jamais imaginava. Que nome dar, a não ser "rara", para uma obra que nos faz olhar para dentro e também para o futuro? Creio que somente a sua. Obrigada pela obra.
Isabelly Duarte Ely, Santa Cecília/SC 07/05/2017 - 17:226379
Esse cara merece sucesso e tudo que é de bom nessa vida.
É um grande ser humano, amigo e profissional!
Fernando Moraes, Porto Alegre 03/05/2017 - 21:556368
Sobre "Nos versos de uma greve geral": Não consegui parar de ler e sentir cada palavra, como se o mundo estivesse me convidando para voar. Como é bom acordar com tão boa poesia! Que meus sábados, meus dias, que minha vida seja sempre assim. Obrigada, professor.
Sandra Souza, Gravataí/RS 29/04/2017 - 08:386365
Se eu tivesse que descrever o livro “O fim de Alice” em uma palavra, seria: original. Porém, como o espaço me permite ir além, faço o que já é meu costume: abuso das palavras.
O Lucas escreve de um jeito espantosamente único, tão forte, tão seu.
Antes de ler a história da Alice, se me dissessem que eu teria em mãos um livro em que as frases são muito curtas e a narrativa é desconcertante de tão dinâmica, eu acharia que a leitura seria estranha e enlouquecedora. Enlouquecedora, sim; mas no bom sentido. No melhor.
Essa mistura da realidade em sua roupagem mais dura com o sobrenatural, o misterioso e o sublime é, de fato, enlouquecedora e tão autêntica que chega a perturbar. O Lucas provoca a mente e a alma do leitor de uma forma supostamente despreocupada, como uma criança que brinca com tintas e, no final, as paredes estão coloridas e se perguntando de onde veio tanta vivacidade. É pujante. O autor não hesita ao utilizar nossa alma como montanha-russa.
A narrativa, para mim, é a crueza da vida recebendo um toque de requinte e uma avalanche de talento literário.
E que talento, hein, gaúcho? Baita livro.
Natália Sartor de Moraes, Curitibanos 27/11/2016 - 14:026274
Sobre "O Fim de Alice": livro maravilhoso, me prendeu de uma forma que nenhum outro livro me prendeu! Me identifiquei um pouco com a personagem em muitos momentos e fui pega de surpresa no meio do livro. Realmente não esperava aquilo e fiquei um pouco triste no decorrer da história. Vou ler o livro inúmeras vezes, pois amei! Lerei até decorar o livro inteiro!!
Camila Carvalho, RS 20/11/2016 - 18:166265
Terminei o livro em duas horas. Estou extasiada. Nunca havia lido nada com esse tipo de construção: duas vozes alternadas em parágrafos, que aos poucos vão se unindo, e quando achamos que irão se encontrar, há um afastamento. Os detalhes, a riqueza deles, possibilita vislumbrar desde a beleza da Alice até a mesa da secretaria da editora. Enfim, eu amei. Espero mais suspenses de sua autoria.
Victória Leite Mendes Freitas, Cachoeirinha, RS 03/11/2016 - 16:246255
O fim de Alice - E em poucas horas termino um livro que me proporcionou inúmeras reações. No início não estava entendendo nada. Fui finalmente perceber a partir da página 14 que cada parágrafo o protagonista que era narrado mudava, variando de Alice a Ícaro e mais para o final um terceiro. Morri com o livro em inúmeras partes. De raiva de Alice por seu ego ser ao extremo. E de Ícaro por não perceber quem era o autor daquela história. E o final... O que posso dizer desse final que me fez chorar às 2 horas da manhã quando deveria estar dormindo. Olhos vermelhos e ardendo, enxergando apenas pela lanterna do meu celular... Isso foi o quanto que fiquei ansiosa para terminar a história que eu tinha há pouco começado a ler. Não sabia mais se chorava com o final ou se ficava irritada com o terceiro e gritando "Finalmente!" com o último acontecimento. A escrita de Lucas foi realmente gostosa de se ler. Poucas palavras me levaram a procurar no google o significado. E as bandas e músicas citadas nem se fala, perfeitas! Só fiquei um pouco angustiada no final... Como seria a continuação da história, o que Ícaro iria fazer, como iria seguir a sua vida e etc. Foi um livro muito bom de se ler, principalmente porque gosto de tramas do tipo. A história de Ecila e as aventuras bem que poderiam ser contadas em um spin off. Adoraria ler! Tanto quanto gostei de ler O fim de Alice. Enfim, a cada página o desejo de continuar aumentava, cada desfecho e sentimentos proporcionados valeram muito a pena!
Natália Fagundes, Porto Alegre/RS 30/10/2016 - 13:136252
Em seus poemas, Lucas escolhe as palavras com muito cuidado e perspicácia, fazendo com que eles sejam lindamente lapidados e que traduzam o que muitas vezes não se consegue expressar. Na prosa, temos as surpresas de um final inesperado, histórias com leveza, dor e... amor! Espero que continues desenvolvendo estes textos tão autênticos em que até twin bears aparecem! Um beijo da tua grande fã!
Karoline Ribeiro, Porto Alegre/ RS 09/08/2016 - 20:146153
Sobre a pessoa do Lucas, integridade, coragem, criatividade e muito respeito e dedicação em tudo o que faz, desde o lecionar ao escrever. Um profissional amoroso e um amigo muito querido... Sobre a escrita, depois de ler seu livro "Confissões", percebo uma facilidade pra nos envolver em seus universos, do sombrio ao amor ingênuo e sublime. Suas narrativas curtas mas cheias de nuances gostosas me presentearam com ótimas horas de diversão e prazer, e com certeza de sonhos. Que venham mais!!! Agora, com licença, vou ler "O Fim de Alice"! Bjims cheios de expectativas!
Maíra Prates, Porto Alegre 03/08/2016 - 16:296141
Os poemas ilustram o reflexo do mais profundo de nossas almas. Os contos são a releitura das inconfessáveis imagens que fazemos do mundo. "Silêncio em Poema" e "Confissões"não são apenas um jogo bem articulado de textos, mas incursões aos escaninhos do imponderável.
NATÁLIA SARTOR DE MORAES, Curitibanos/SC 16/07/2016 - 13:106135
Sobre "O fim de Alice" - Eis que no meio do livro me dou conta da espertice do autor com certas escolhas. Me afundei de tal forma na leitura que em um momento me deparei com um final feliz! Que ilusão, dona Cíntia! Num mundo como esse finais felizes são raros! As últimas páginas deixo minha úlcera causada por estar dentro da leitura e depois um pouco mais tranquila com o fim! Visualizei o final feliz, depois sofri e não resisti até a última página! Obrigada pela brilhante leitura que me envolveu em cada capítulo! Parabéns!! Sempre grandes obras, chefe!!!
Cíntia Caspers, Porto Alegre/RS 15/07/2016 - 19:146134
Difícil escolher apenas uma obra em meio a tanta qualidade!
Poemas ou contos, a cada página participamos do avanço de um escritor que cativa a qualquer um que mergulhe nelas. Lucas Bonez. Alguém que confiou sua evolução aos leitores com a obra "Confissões". Implantou a aflição e suspense com "O Fim de Alice" e contou
a história do maior grupo de ópera rock do sul do país, que dirige com muito esplendor, o Alma Ópera Rock.
É como sonhar acordado! E como eu li uma vez: "Com os sonhos nos tornamos alados."
Bruna Mendonça, Porto Alegre / RS 14/07/2016 - 22:596133
Ter participado da Alma Ópera Rock (e ter lido o livro) foi gratificante, pois uniu a cultura do teatro, da dança, da música, da disciplina e da interação com os colegas. Contribuiu para eu conhecer mais de minha personalidade, crescer pessoalmente. Assim, novas oportunidades se abriram para me unir a arte.
Ana Luisa Neukirchen Mesquita, Porto Alegre 14/07/2016 - 12:566131
Envolvente, impossível começar a leitura e não ir até o fim: Assim é, poesia após poesia.
O mais delicioso não é ler tudo de uma só vez, mas saborear,
como um doce que não queremos que acabe logo.
Assim é a obra de Lucas,
aquele doce de que mais gostamos,
que desejamos que nunca chegue ao fim.
Bruna Mascarenhas, Porto Alegre/RS 13/07/2016 - 18:286130
“Silêncio em poema” é uma viagem cativante que leva a doce pureza do ser. Um ser que envolve, cativa, ama e sofre. Lucas constrói um mundo em descobertas de sentimentos e assim é poesia após poesia, um encanto surpreendente de novas sensações. A métrica e sonoridade dos seus poemas faz com que o livro possa ser lido em qualquer lugar, com qualquer sentimento: a viagem que ele proporciona torna-se maior que as circunstâncias tornando-se impossível soltá-lo antes que chegue a última página.
Caroline Dartora, Porto Alegre/RS 13/07/2016 - 18:276129

Este perfil já foi acessado 3586 vezes.

.

Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Livros em destaque

O Guardião da
Chave Dourada

Airton Ortiz

Fundamentos à prática de revisão de textos

A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil

 

compre nossos livros na