artistasgauchos












Desenvolvido por:
msmidia


Papo de Escritor da Metamorfose recebe Luiz Paulo Faccioli e Luiz Antônio de Assis Brasil
Metamorfose Cursos


No dia 25 de julho, a Metamorfose Cursos e Editora promoveu o Papo de Escritor, evento que pretende reunir escritores consagrados, profissionais do mercado editorial e a comunidade de alunos e autores da Metamorfose para trocar experiências.

Para inaugurar este bate papo, a Metamorfose recebeu o escritor e professor Luiz Antônio de Assis Brasil e o escritor Luiz Paulo Faccioli.

Luiz Antônio de Assis Brasil é o professor de escrita criativa mais conhecido e há mais tempo trabalhando com oficinas no Brasil, muitos escritores já passaram por suas oficinas, tais como Marcelo Spalding, a escritora Cíntia Moscovich, que é professora do Curso de Formação de Escritores da Metamorfose.

Luiz Paulo Faccioli é escritor com 5 livros individuais publicados, o mais recente Primeira Pessoa, lançado em 2019 pela Editora Metamorfose, músicoe ex-presidente da Associação Gaúcha de Escritores. 

Marcelo Spalding, que mediou o evento, começou apresentando o mais recente livro de Assis Brasil, Escrever Ficção: um manual de criação literária, publicado pela Companhia das Letras. Logo após, Spalding perguntou para Assis se era possível aprender a escrever e para responder a questão, Assis contou sobre a sua busca por aprendizado e o contato com alguns escritores, pois, segundo ele, era a única forma que tinha para buscar aprender a escrever.

Assis, entre outras histórias, contou sobre uma conversa que teve com Cyro Martins em um encontro em um supermercado em Porto Alegre, em que falaram sobre Inspiração. Na época estavam acontecendo os jogos olímpicos e Cyro fez uma analogia com as argolas, símbolo das Olimpíadas, para explicar sobre Inspiração: “Sabe quando a gente vai fazendo uma associação de ideias e chega lá num ponto? A gente faz associação de ideias consciente, mas também inconscientemente. E as duas correm paralelamente e de repente as duas convergem para o mesmo lugar, aí então é que a pessoa tem a inspiração. Sabe aquelas argolas dos jogos olímpicos? É como se a gente pegasse a ponta de uma argola e puxasse todas aquelas outras que estão todas emendadas no nosso subconsciente, pronto, está aí a inspiração”.

Segundo Assis, para aprender a escrever, o escritor precisa de muita leitura, saber ouvir as outras pessoas, principalmente ouvir pessoas que tenham conhecimento literário e sinceridade para falar sobre o texto. Além de ter vivência e humanidade, tema que abre o seu livro.

Luiz Paulo Faccioli destacou a importância de deixar o texto “dormir” para então voltar a ele, reler, fazer nova revisão, para então publicar. O seu primeiro livro foi escrito em nove meses e publicado em seguida, o que hoje não faria, segundo suas palavras, pois  acredita ser necessário ter mais tempo para amadurecer o texto antes de publicá-lo.

Ambos os escritores falaram das dificuldades de publicação e da busca do público sempre pelo novo, do consumismo da sociedade. Mas ambos também frisaram a importância de o escritor valorizar o seu trabalho, o seu texto e o reconhecimento do seu público leitor. Valorizar o seu trabalho como escritor, mais do que o sucesso de vendas.

 


 

Mais informações sobre Metamorfose Cursos

 

A presença de Metamorfose Cursos no portal é um oferecimento de:

Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Livros em destaque

O Guardião da
Chave Dourada

Airton Ortiz

Fundamentos à prática de revisão de textos

A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil

 

compre nossos livros na