Fotossíntese


Fotoss√≠ntese √© o processo qu√≠mico que beneficia, direta ou indiretamente, todos os seres vivos do planeta. Realizado por algas, bact√©rias e plantas, necessita da luz solar e de um composto org√Ęnico chamado clorofila. As mol√©culas que conferem √† planta a cor verde absorvem √°gua e g√°s carb√īnico e os transformam em energia, para consumo do pr√≥prio vegetal, e em oxig√™nio, g√°s indispens√°vel para a sobreviv√™ncia dos animais. √Č engenhoso. √Č autossuficiente, e tamb√©m um processo de generosidade.

Bi√≥logos afirmam que a natureza n√£o √©, assim, t√£o inteligente quanto a idealiza√ß√£o nos faz crer. √Č tudo bem mais simples: a natureza busca meios de desviar do que considera amea√ßa. E esses meios seguem o caminho mais f√°cil. N√£o se trata de um processo elaborad√≠ssimo, como os defensores de um deus supremo, criador de todas as coisas, creem. As verdades biol√≥gicas, enfim, matam n√£o s√≥ a religiosidade, mas tamb√©m a poesia.

Escritoras e escritores teimam com as verdades cient√≠ficas, veem poesia na natureza. E eu poderia, aqui, me perder em reflex√Ķes a respeito do quanto a poesia desnuda ainda mais a verdade. Ou a veste com outras roupagens, outras perspectivas cr√≠ticas. E nem √© para ser sempre bonito, muitas vezes √© para gritar, mostrar onde mais nos d√≥i.

Fotossíntese e outros processos de sobrevivência é um excelente exemplo do poder das alegorias da natureza incidindo sobre o texto literário. Sinara Foss, assim como eu e tantas outras escritoras, confiamos na capacidade reativa da natureza. Confiamos que o mato virá, um dia, retomar o espaço que lhe foi tirado. Arquitetado em três subtítulos: Fase luminosa, Fase de fixação e Rearranjo, a reunião de contos segue a organização do processo vital das plantas.

A colet√Ęnea abre com o estupendo Fotoss√≠ntese, conto que traz a hist√≥ria de uma garota que v√™ brotar, a partir de seu canal auditivo, uma plantinha. Em decorr√™ncia desse acontecimento antinatural, somos conduzidos a reflex√Ķes que se chocam com quest√Ķes ancestrais e outras bem contempor√Ęneas. Mas nem s√≥ do Reino Vegetal o livro √© feito. No conto a seguir, Desova, uma mulher ressentida ("at√© a aranha a recrimina") v√™ seu impulso maternal tomar propor√ß√Ķes inimagin√°veis ap√≥s um encontro incomum. Os contos que seguem o fio de desenvolvimento nos localizam espacialmente: estamos em Vinha D¬íAlho, cidade que tamb√©m ambientou Plural de f√™meas (2021). √Č a partir da√≠, desse retorno √† Vinha D¬íAlho, que as pequenas e grandes maldades e pervers√Ķes tomam corpo dentro das narrativas. Experimentando um espelhamento com Plural de f√™meas, Foss nos p√Ķe cara a cara com mulheres que reagem ap√≥s anos de humilha√ß√Ķes. Mas n√£o s√≥, em Fotoss√≠ntese e outros processos de sobreviv√™ncia, a natureza revida, mostra ao bicho homem sua pequenez frente a tudo aquilo que ele n√£o compreende e, por isso, n√£o respeita.

"Odiava mulheres que argumentavam com a voz aguda pelo choro", diz o narrador do conto Marcador de p√°ginas, a primeira de muitas incurs√Ķes √† metalinguagem que a autora empreende. √Č um movimento interessante que nos leva, adiante no livro, a ler outros dois pontos de vista a respeito da mesma hist√≥ria.

Há, também, a exploração da perplexidade frente à morte, mostrada com base na reação da personagem do conto Badaladas. Há o peso da tecnologia se impondo sobre as escolhas, como no conto GPS. E há o estranho, o esmagamento de uma realidade a ponto de fazê-la tocar o absurdo, como em Olhos na estrada.

Foss, assim, como Nara, personagem do conto Peste, é irmã das árvores. Junto-me às duas no sentimento de catarse que experimentamos cada vez que a natureza revida. Comemoramos quando, num grande efeito de metalinguagem, Zuleica encontra o livro e o salva do fogo.

Em sintonia com o processo da fotoss√≠ntese, a parte final, Rearranjo, √© onde ocorrem mudan√ßas. Hist√≥rias iniciadas nas partes anteriores encontram um final poss√≠vel. Personagens se movem e deparam com novas possibilidades, uma estrat√©gia narrativa que se aproxima da engenharia do romance. Interessa √† autora, entretanto, o efeito do conto. E ele est√° muito bem trabalhado nas narrativas desta colet√Ęnea.

Irka Barrios


Valor com entrega incluída: R$ 50,90


-->