artistasgauchos












Desenvolvido por:
msmidia

Twitter

Literatura em 140 caracteres
Mauro Paz

Depois da crise mundial, o assunto mais comentado pelos meios de comunicação, nos últimos tempos, é o Twitter. Entender essa nova mania da internet não é uma tarefa simples. Confesso que criei a minha conta no começo do ano passado, mas, por não encontrar utilidade alguma, só comecei a usá-la em dezembro. Hoje, porém, estou contaminado com a febre. O Twitter é um microblog que funciona também como rede social. Assim, eu posto uma notícia, link ou algo que valha em até 140 caracteres. Todos que me seguem (Followers_me) receberão o post. Enquanto recebo os posts de todos os que sigo (Following_me).

Entendeu mais ou menos? Ok. Então vamos ao que interessa: literatura e arte. Em meio a infinitos perfis fakes, piadinhas e todo o tipo de inutilidade que a web nos proporciona, há o conteúdo interessante. Você pode acompanhar as novidades da programação do SESC/SP (http://twitter.com/sescsp), tudo que rola de poesia pelo Brasil (http://twitter.com/poesiahoje), as últimas do mundo da música na Rolling Stone (http://twitter.com/rollingstoneBR).

Além da informação diversa e instantânea que o Twitter possibilita, há um movimento literário interessante feito de escritores que estão se especializando em microcontos com 140 caracteres. Inclusive, agora em abril inicia a segunda edição do 140 Letras, concurso de microcontos via Twitter (http://twitter.com/140letras). Os vencedores da primeira edição foram Danilo Prates (http://twitter.com/daniloprates), Carlos Margarido (http://twitter.com/terminal1) e Denis Pacheco (http://twitter.com/deniscp) no concurso que teve mais de dois mil microcontos inscritos. A qualidade literária dos textos é variada, uma vez que participaram escritores, jornalistas e curiosos. Um Twitter bacana de microcontos é http://Twitter.com/microcontos, de Carlos Seabra.

No entanto, a narrativa no Twitter não se limita a microcontos. Há aqueles que tentam repartir textos de mais fôlego em fragmentos, como a novela Edifício256 (http://twitter.com/edificio256), que iniciou no último dia 14. A proposta é um capítulo por dia repartido em diversos posts. Ao total serão oitenta capítulos. O interessante em Edifício 256 é perceber as formas que Felipe Barenco usa para condensar o texto que conta a história de amor entre um nerd e uma prostituta num prédio mal-assombrado. Percebo que muito da coesão se perde. E, particularmente, acho complicado ler as sequências da novela que se misturam em meio às notícias de esporte, publicidade e comentários de amigos que sigo.

Tratando-se de poesia, o Haikai é o grande privilegiado, pois é perfeitamente concebível com apenas 140 letrinhas. Alguns bons exemplos você encontra em http://twitter.com/haikai, onde são postados Haikais de escritores consagrados e outros nem tanto.

Pelo que vi até hoje, é difícil afirmar se o Twitter vai modificar a linguagem literária e criar novos gêneros que se consolidem. Pode ser apenas uma das tantas modas da internet. Microcontos e haikais são velhos conhecidos de quem consome literatura. O que vejo de novo no Twitter é a velocidade com que o conteúdo, não só literário, se propaga.

Bem, se você, assim como eu no ano passado, não achava utilidade para o Twitter, espero ter ajudado. Abaixo os Twitters da equipe do Artistas Gaúchos:

Isabel Bonorino - http://twitter.com/isabonorino
Mauro Paz - http://twitter.com/mauropaz
Marcelo Spalding - http://twitter.com/marcelospalding
Gaby Benedyct - http://twitter.com/azulgaleria
Nani Rios - http://twitter.com/nannirios


27/04/2009

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "004907" no campo ao lado.
 
  

 

  Mauro Paz

Nascido em 1981, Mauro Paz tem formação em Letras pela Uniritter e em Criação Publicitária pela ESPM. Atualmente, trabalha como redator publicitário. O autor tem contos publicados nas antologias 103 que contam e Novos Contos Imperdíveis, ambas organizadas por Charles Kieffer, além de participação em diversos sites literários.

mauro.paz@hotmail.com
velhopituca.blogspot.com


Colunas de Mauro Paz:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Livros em destaque

O Guardião da
Chave Dourada

Airton Ortiz

Fundamentos à prática de revisão de textos

A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil

 

compre nossos livros na