artistasgauchos












Desenvolvido por:
msmidia

Teatro

O Urso e as gatas
Marcelo Spalding


As aparências enganam. Quem passa os olhos na programação do Porto Verão Alegre 2008 e vê o título “O Urso” e o epíteto “texto de Anton Tchekov” logo deve imaginar um espetáculo sisudo, escuro, denso, sério. E quando entrar no palco e perceber o cenário negro, a escuridão que precede o começo da cena e o luto da mulher que chora diante de um retrato, terá certeza. E talvez pense: preciso ativar aquela área inteligente do cérebro e prestar bem a atenção. Mas surpreendentemente não é nada disso!

“O Urso” é uma comédia de costumes com direito a ironias finas e piadas centenárias sobre a afetação das mulheres e a traição dos homens. Com um ponto de partida tipicamente realista, uma viúva que mantém luto fechado quase um ano após a morte do marido até receber a inconveniente visita de um credor furioso, o texto de Tchekov contrapõe os sexos antecipando de forma surpreendente formulações feministas que só viriam 50 anos depois, ao mesmo tempo que mantém no subtexto uma fina crítica a uma sociedade fria o suficiente para cobrar dívidas de uma viúva arrasada (eis o lado russo e século XIX da peça, que ao final render-se-á ao idílio).

Confesso que talvez não fosse tão interessante ler esta peça de Tchekov quanto assistir a montagem do Grupo dos Cinco, que preserva o texto original, apesar de alguns ajustes lingüísticos naturais e inerentes a um texto deslocado no tempo e no espaço. Porque a peça respeita o tempo e o espaço tchekovianos, a Rússia do século XIX, seus cavalos, suas guerras, seus credores, deixando a ousadia para o figurino, sensualizado e instigante sem fugir do preto.

Mas a grande guinada da montagem em relação ao texto original é a multiplicação da protagonista em três atrizes, que representariam os três estados de espírito distintos da viúva. A intersecção das ações, falas e gestos do trio de belas mulheres é um contraponto cênico interessantíssimo para um texto tão cotidiano, funcionando também para valorizar o trabalho das três ótimas atrizes, nesta apresentação Elaine Regina, Pati Soso, Sandra Alencar. Elas têm o mesmo figurino, tentam manter a mesma expressão e dividem as mesmas falas do roteiro, mas são donas de belezas singulares e personalidades próprias, três gatas diante de um lobo credor.

O lobo, Elison Couto, único ator homem em palco para defender nossa raça, já que o velho empregado é maravilhosamente interpretado por Sandra Alencar, contracena bem com as três, não deixando que esse milagre da multiplicação de mulheres ofusque sua presença. Enfático, firme e cômico quando necessário, foi o primeiro, nesta apresentação, a mostrar para o público que ele estava, sim, autorizado a rir, apesar de toda intensidade e toda tensão provocadas por um texto como o de Tchekov e pelo cenário e figurino negros (sim, o público demora pra perceber que pode rir, pode relaxar, que um clássico é clássico porque em qualquer tempo parece ter sido escrito ontem).

E talvez este seja o grande mérito da montagem do Grupo dos Cinco, dirigidos por Débora Finocchiaro, partir de um texto clássico, de um autor muito mais conhecido por seus contos densos do que por seu teatro de costumes e criar uma história absolutamente contemporânea em que o final é o menos importante, permanecendo em cada espectador a sensação de que também nós somos dois, três, cinco espíritos diferentes disputando um mesmo corpo. Seja um corpo de gata, seja um corpo de urso.


10/01/2008

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "034310" no campo ao lado.
 
  

 

  Palco Gaúcho

Resenhas e comentários publicados no portal sobre espetáculos gaúchos. Se você deseja convidar a equipe do portal para eventual resenha, mande um email para nós. As resenhas pubicadas no portal Artistas Gaúchos são de inteira responsabilidade dos autores.

editor@artistasgauchos.com.br


Colunas de Palco Gaúcho:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Livros em destaque

O Guardião da
Chave Dourada

Airton Ortiz

Fundamentos à prática de revisão de textos

A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil

 

compre nossos livros na