artistasgauchos












Desenvolvido por:
msmidia

Literatura

Contada de outro jeito
Celso Sisto


FILHO, Rubem. Pretinha de Neve e os setes gigantes. Ilustrações do autor. São Paulo, Paulinas, 2009. 24p.

 

Toda história pode ser diferente, dependendo de quem a conta. O lugar do qual se “vê” uma história pode fazer enxergar coisas que outros não viram. Pois então, o ponto de vista é quem manda! E a época também! Até aonde a vista alcança, até nos escondidos dos fatos e pessoas, até nas reações e pensamentos, quem conta sente do seu jeito e de acordo com o seu tempo. Vai ver que é por isso que dizem: “quem conta um conto, aumenta um ponto”.

Pretinha de Neve vivia no alto do Monte Kilimanjaro, o lugar mais gelado da África. Sua mãe ficou viúva e casou-se com um rei mandão. Cansada de estar triste, sozinha e com frio, a menina foge do castelo para ver como era a vida lá embaixo. Na hora da fome entra numa cabana enorme, come e dorme. Logo descobre que a casa pertence aos sete gigantes, que trabalhavam numa mina, ali por perto. Ficam todos amigos e ela ganha então, um novo lar. Tinha encontrado calor, companhia, diversão e brincadeiras. Mas, lá em cima, a mãe e o padrasto da menina, sentem sua falta. O rei, disfarçado de mendigo, sai para procurá-la. Bate à porta da cabana e Pretinha logo o reconhece. Ele pede para a menina voltar pra casa, de uma maneira tão afetuosa, como ela nunca tinha visto antes. Mas, os gigantes chegam e a história ganha um novo rumo.

O que mais salta aos olhos, neste livro é o aproveitamento que o autor faz de histórias consagradas e largamente conhecidas das crianças: Branca de Neve e os sete anões, Chapeuzinho Vermelho, Cachinhos Dourados e até Alice no País das Maravilhas. Esse recurso, de contar uma história, “conversando” com histórias que já existem, invertendo, mudando o rumo das coisas, aproveitando fatos e personagens, gera aqui uma narrativa muito interessante. .

O texto coloquial transfere a história para a África e agora os personagens são negros. Junto com isso, vem toda uma ambientação, um colorido, um universo cultural que dá um novo sabor para as situações que a gente já conhece. A principal delas é a substituição do espelho da madrasta pelo tacho de cobre do castelo do padrasto.

Há outras inversões, mais diretas: gigantes no lugar de anões, padrasto no lugar de madrasta, a mãe que fica viúva e não o pai, a música que os gigantes cantam, etc.

Mas há também coisas pra pensar: a mãe “empregada” do marido e que não dá atenção para a filha, o padrasto que não demonstra carinho nunca, a solidão corroendo as relações. E, em se tratando de um livro baseado no modelo do conto de fadas, fazer as coisas entrarem em equilíbrio, ao final, é o que a história busca.

As ilustrações são coloridas, exuberantes, quentes, e revelam o uso do giz pastel, a textura própria da tela de pintura e um uso bem natural da ferramenta digital. O autor, que é também o ilustrador conseguiu um resultado bem equilibrado.

No final, o “acabou-se o que era doce” deixa um gosto de festa e de coração aquecido.


14/11/2011

Compartilhe

 

Comentários:

Sou pedagoga, e trabalho muito com a literatura infantil, e penso que para tornarmos nossas crianças leitoras, devemos saber apresentar as hostórias para elas. Faço especializaçõa em Inclusão educação Especial , adorei essa história pois temos pucas literaturas nesse genêro, Pretinha de Neve e os setes gigantes vou adquirir esse livro o mais rápido possivel. Tenho certeza que minhas crianças vão adorar.
No momento estou me especializando em Educação Especial
Simone Costa Abreu, São José-SC 15/11/2011 - 19:15

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "255312" no campo ao lado.
 
  

 

  Celso Sisto

Celso Sisto é escritor, ilustrador, contador de histórias do grupo Morandubetá (RJ), ator, arte-educador, especialista em literatura infantil e juvenil, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestre em Literatura Brasileira, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Doutor em Teoria da Literatura, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e crítico literário de várias colunas dedicadas à literatura infantil e juvenil, na mídia impressa e on line.

csisto@hotmail.com
www.celsosisto.com/
twitter.com/celsosisto


Colunas de Celso Sisto:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Livros em destaque

O Guardião da
Chave Dourada

Airton Ortiz

Fundamentos à prática de revisão de textos

A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil

 

compre nossos livros na